Idosos casados há 82 anos ensinam que Deus é a causa do sucesso na vid

17/04/2019

Enquanto alguns na atualidade desprezam o valor do casamento e acreditam cada vez menos ser possível amar alguém até o final da vida, um casal de idosos que vive em Charlotte, na Carolina do Norte, Estados Unidos, prova que onde há Deus sempre há vitórias, amor e superação.

Willie Williams possui atualmente 100 anos, mas foi por volta dos 13 que ela conheceu Daniel W. Williams, seu marido, hoje com 103 anos, em uma igreja batista. Desde então a vida do casal não se separou mais.

“Nos conhecemos na igreja. Nos tornamos amigos e começamos a conversar um com o outro… Isso foi há tanto tempo”, disse Willie, que frequenta atualmente a Igreja Batista do Memorial de Mayfield, junto com Daniel.

Para eles ter uma vida focada em Deus e dedicada à comunhão com sua igreja é a principal razão da longevidade amorosa. O casal até hoje mantém uma rotina de devoção. “Nós vamos à igreja todos os domingos. Isso é uma obrigação em nossa casa. Nós devemos ir à igreja”, disse Willie.

“Você aprende como tratar as pessoas e fazer a coisa certa quando está na igreja. Para mim, eu deveria ser diferente das pessoas que não pertencem à igreja”, acredita a idosa, destacando que o companheirismo também é fundamental, diariamente.

“Nos sentamos e conversamos um com o outro. Nós fazemos companhia um ao outro”, disse ela, segundo informações do Christian Post, aproveitando para ensinar aos mais jovens de que Deus não deve ser encarado como uma rotina, meramente, mas a própria vida integrada ao dia-a-dia do casal, sem a qual é impossível viver bem.

“Você deve manter Deus em sua vida. Você não pode ficar sem Ele. Você deveria ter Deus em sua vida, orar e pedir uma direção”, diz Willie, que hoje possui uma audição melhor do que o esposo.

Finalmente, outro conselho importantíssimo dos veteranos do amor, Willie e Daniel, é o espaço para o diálogo, transparência e tolerância de um para com o outro, sempre priorizando o lugar do companheiro(a) na vida a dois.

“Nós sempre sentamos e conversamos sobre as coisas. Nós discutimos e vimos qual foi a melhor ideia, a melhor maneira de lidar com isso”, disse Willie. “Nós sempre sentamos juntos quando algo estava errado, para ver qual era o melhor método para seguir”.

“Se você ver algo errado [com sua esposa], apenas fale com ela sobre isso. É assim que vejo quando você faz a coisa certa, fica longe de problemas e mantém uma vida limpa”, conclui Daniel.

Venezuelanos encontram em Deus a fé para superar a crise no país: “Há

17/04/2019

Passando pela pior crise humanitária, econômica e política da sua história, a Venezuela sob o comando do ditador socialista Nicolás Maduro enfrenta dificuldades extremas um dia a pós o outro, como apagão elétrico, falta de água, comida e até medicamentos considerados vitais para a população.

Entretanto, não é só com o enfrentamento no campo político e diplomático que os venezuelanos estão lidando com a crise, mas também no espiritual, o que tem despertado cada vez mais pessoas para a necessidade de se voltar para Deus, segundo informações do jornal The Whashington Post.

“Não ter água, não saber se você tem algo para comer, esses são desafios existenciais. É precisamente quando a religião começa a parecer interessante”, declarou David Smilde, membro do Escritório de Washington na América Latina (Wola).

De fato, é pela dor que muitos chegam a Deus e felizmente encontram no Senhor o perdão necessário para iniciar uma vida diferente, onde apesar do sofrimento, há confiança nas promessas futuras.

“Estamos todos vivendo a mesma coisa. Estamos incentivando, capacitando e consolando as pessoas a passarem por processo”, explica o pastor pentecostal Carlos Vielma, líder de uma congregação localizada em Caracas.

Ele conta que nos últimos 18 meses houve uma procura muito grande por Deus, chegando à frequência de 3 mil pessoas por semana, divididas em três cultos, muitas das quais buscando uma palavra de sabedoria sobre a crise no país. “É impossível não falar sobre a situação no púlpito”, disse ele.

Felix Uribe, pastor da igreja Restoring Hearts, em Petare, cidade onde fica uma das maiores favelas da América Latina, conta com a solidariedade dos fiéis para ajudar outras pessoas. Eles reúnem doações de roupas, alimentos e outros utensílios para os pais necessitados.

“Estes são os últimos dias”, disse ele, lembrando que não importa o que aconteça daqui para frente, pois ter a certeza do Reino futuro é suficiente para quem possui a salvação em Cristo. “A Bíblia está cheia de sofrimento e perda, mas há uma promessa. E isso é vida eterna. Tudo isso passará”, conclui.

Apesar do massacre de cristãos na Nigéria, pastor diz que “a Igreja ai

17/04/2019

A comunidade cristã na Nigéria vive o seu pior momento em décadas, enfrentando uma onda de perseguição religiosa que tem ceifado a vida de milhares de fiéis e expulsando outros de suas casas, terminando na redução de quase metade da população cristã no país, segundo informações de um pastor local, em janeiro desse ano.

Apesar disso, diversas igrejas localizadas em aldeias como Gwoza e Chibok estão testemunhando o agir de Deus em meio à intolerância de grupos islâmicos radicais como o Boko Haram, se mantendo firmes diante da perseguição.

O Presidente da Associação Cristã da Nigéria (CAN) em Chibok, pastor Madu, disse que não existe igreja em sua região que tenha se dobrado diante das perseguições. “Não há nenhuma” assim, garante o líder religioso, ressaltando que mesmo sob ataque, todas permanecem fiéis.

“Quero assegurar-lhes que até em Katamaru, que foi atacado há três semanas, numa sexta-feira e teve suas igrejas destruídas, no domingo todos os cristãos, independentemente de suas denominações, se reuniram e adoraram em uma escola primária”, disse Madu.

Para o pastor, nenhum tipo de ameaça será suficiente para impedi-los de adorar a Jesus Cristo, “a menos que estejamos mortos”, disse ele, segundo informações da Global Christian News.

“Você encontrará congregações de 200 a 600 pessoas, e até 22 igrejas que se reúnem agora em Chibok. Atualmente, podemos estar enfrentando todo tipo de provações, mas deixe-me assegurar-lhes que a Igreja ainda está de pé”, garantiu Madu.

Finalmente, o pastor Madu revela que os líderes evangélicos se desdobram como podem por amor a Deus, já que muitos não recebem qualquer tipo de salário, devido à pobreza local. Assim, com poucos recursos e correndo risco de vida, eles sabem que estão nas mãos de Deus.

“Apesar de todos esses desafios, adoramos nosso Senhor Jesus como se não houvesse amanhã”, disse ele.

“Embora muitos Pastores não tenham salários ou remunerações de suas Igrejas ou denominações e muitos têm que ir às fazendas para conseguir dinheiro… apesar disso, todos os pastores resolveram servir ao Senhor e morrer fazendo isso”, conclui.

Aplicativos


 Locutor no Ar

AutoDJ

Piloto Automático

Peça Sua Música

Name:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

01.

Aurelina Dourado e Luanna Dourado

A Vitória Chegou

02.

Mattos Nascimento

AS MELHORES 2019

03.

Aline Barros

Casa do pai

04.

Anderson Freire

Acalma o meu coração

05.

Regis Danese

a minha família

Anunciantes